Rússia descarta ajuda de Guterres para a abertura de corredores humanitários na Ucrânia

30 abr, 13:34

O Ministério dos Negócios Estrangeiros da Rússia, Serguei Lavrov, disse não ver qualquer necessidade de ajuda externa na abertura de corredores humanitários, nomeadamente em Mariupol, como tinha ficado acordado com António Guterres e com a ONU.

Por sua vez, o presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, considerou que o ataque russo que atingiu a capital no momento em que Guterres estava na cidade foi "uma humilhação brutal das Nações Unidas".

Europa

Mais Europa

Patrocinados