Roque da Cunha: "Se o familiar soubesse que não havia obstetras para atender, teria chamado o INEM ou teria vindo para Lisboa"

10 jun, 15:15

Jorge Roque da Cunha, presidente do Sindicato Independente dos Médicos, diz que morte do recém-nascido "é lamentável" e que o Conselho de Administração do Hospital das Caldas da Rainha "não reconheceu o problema"

País

Mais País

Patrocinados