Risco de vida, surtos de HIV e apenas uma refeição diária. Eis o quotidiano de Rendeiro numa prisão sul-africana

13 dez 2021, 19:38

João Rendeiro passou as últimas 48 horas detido nos calabouços de uma esquadra sul-africana. Esta segunda-feira, após a audiência em tribunal ter sido adiada, foi transferido para um estabelecimento prisional.

Em entrevista à CNN Portugal, o professor de direito na África do Sul André Thomashausen explicou que a "situação prisional [no país] é grave".

"Existe, há alguns anos, uma estatística de que o risco de infeção com HIV nas primeiras 48 horas está acima de 90%”, referiu.

O especialista não tem dúvidas que manter Rendeiro em prisão preventiva "vai certamente pôr em perigo grave e imediato a sua saúde e possivelmente a sua vida”.

André Thomashausen considera que as autoridades portuguesas estão a arriscar tornarem-se "instrumentos indiretamente de uma agressão física e perigo à vida deste cidadão português" e que "está nas mãos" dos responsáveis nacionais "conceder uma libertação condicional”.

País

Mais País

Patrocinados