Rio diz que seria uma "completa irracionalidade agora deixar cair a TAP" quando ainda pode ter "condições de ser vendida"

14 jan, 16:13

Na campanha eleitoral para as legislativas, marcadas para 30 de janeiro, o líder do PSD tem criticado a gestão da TAP pelo Governo socialista. Agora, e tendo em conta que já foram injetados vários milhões de euros na companhia aérea, Rio diz que, se for eleito primeiro-ministro, não deixará "cair" a TAP, quando ainda a pode ter "em condições de ser vendida" e ainda "recuperar alguma coisa", mesmo que "pouca".

Partidos

Mais Partidos

Patrocinados