Quase 190 mil descendentes de sefarditas à espera da nacionalidade portuguesa. Houve tantos pedidos em 2022 como nos quatro anos anteriores

29 abr 2023, 20:38

Existem perto de 186 mil pedidos de alegados descendentes de judeus sefarditas à espera da nacionalidade portuguesa, numa avaliação a cargo do Instituto dos Registos e do Notariado. 

O Governo dificultou a obtenção desta nacionalidade depois da polémica à volta da nacionalidade lusa atribuída ao milionário russo Roman Abramovich, mas o anúncio da mudança à lei publicado em Diário da República tinha um prazo de seis meses para entrar em vigor e permitiu uma corrida ao passaporte português durante esse período.    

Só em 2022 o Instituto dos Registos e do Notariado recebeu 125 mil pedidos de nacionalidade pela via sefardita, mais do dobro dos cerca de 50 mil entregues no ano anterior e tanto como o total registado entre 2018 e 2021, agravando muito o défice de processos pendentes.

Os números avançados pelo Ministério da Justiça à TVI (do mesmo grupo da CNN Portugal) revelam ainda que menos de 1% dos pedidos de nacionalidade portuguesa pelos descendentes dos judeus expulsos de Portugal há centenas de anos têm sido recusados.

País

Mais País

Patrocinados