Quão preocupados devemos estar em relação a 2023? "Temos hoje condições para lidar com os riscos de forma muito melhor do que antes"

20 jun, 10:17

Mário Centeno prevê uma desaceleração do crescimento económico em 2023, esta que é "uma previsão partilhada por todos os países da Europa". O presidente do Banco de Portugal aponta os maiores riscos que o país poderá enfrentar no próximo ano, explicando que "aquilo que temos de garantir é que, tal como tivemos sucesso em 2020, esta crise económica que se desenha no horizonte não se transforme numa crise financeira". 

Mário Centeno afirma ainda que atualmente, na área do Euro, há um conjunto de instituições muito mais forte do que aquele que existia nas crises anteriores. "Temos hoje condições para lidar com os riscos de forma muito melhor do que fizemos antes. Mal seria se não fosse assim, porque significaria que não tínhamos aprendido grande coisa com o passado".

Economia

Mais Economia

Patrocinados