"Quando começa a correr mal, a tendência é esconder". Investigada negligência em parto domiciliar no Algarve

14 set, 21:18

A Inspeção-Geral das Atividades em Saúde está a investigar um parto em casa que teve várias complicações. Foi feito por uma enfermeira em agosto, no Algarve. O bebé nasceu mal, em sofrimento, e teve de ser ressuscitado. Também a mãe teve várias complicações, e sofreu uma hemorragia grave.

A mãe e o filho só foram transferidos para o Hospital de Portimão duas horas depois do parto. Em causa, está a decisão da enfermeira parteira de pedir apoio médico tardiamente. 

Saúde

Mais Saúde

Patrocinados