Putin jura que quer parar a guerra, mas garante que a vitória da Rússia é "inevitável"

18 jan, 21:59

O ministro dos Negócios Estrangeiros russo voltou a responsabilizar o Ocidente pela guerra e fechou a porta à proposta de paz de Volodymyr Zelensky, à qual chamou " absurda". Declarações alinhadas com as de Vladimir Putin que, em São Petersburgo, disse não ter dúvidas sobre uma vitória russa, na Ucrânia.

Europa

Mais Europa

Patrocinados