Procurador Orlando Figueira não trabalha há três anos e continua a receber salário de 5.600 euros

14 mar, 15:20

O procurador Orlando Figueira continua a receber um salário mensal bruto de 5.600 euros, apesar de ter sido suspenso de funções há três anos. De recordar que foi condenado a seis anos e oito meses de cadeia no final de 2018 por ter sido corrompido pelo ex-vice-presidente de Angola Manuel Vicente no âmbito da Operação Fizz. A situação vai manter-se até que seja conhecida a decisão final do processo disciplinar.

País

Mais País

Patrocinados