Presidente de "lar dos horrores" assediava e perseguia funcionárias

Jornalista da editoria de Sociedade. Acompanha as áreas de Justiça e Administração Interna.
29 jun, 15:04

Começou a ser julgado o presidente do Lar de Santa Isabel, em Vila Nova de Gaia, por suspeitas de assédio sexual e perseguição a várias funcionárias.

As mulheres alegaram terem sido acariciadas pelo superior sem que tivessem hipótese de reagir.

O arguido está afastado de funções e proibido de contactar com as vítimas e  está acusado de 13 crimes de coação sexual agravada e dois de perseguição.

País

Mais País

Patrocinados