Preço do gás dispara e Bruxelas acusa Moscovo de "chantagem inaceitável"

27 abr, 22:07

A Gazprom, empresa estatal russa de energia, cortou o fornecimento de gás à Bulgária e à Polónia. Depois disso, o preço do gás disparou 20% durante o dia. A presidente da Comissão Europeia acusa Moscovo de uma chantagem inaceitável.

Europa

Mais Europa

Patrocinados