Polémica no acolhimento de refugiados em Setúbal fez com que “apoios dirigidos a ucranianos diminuíssem”, diz associação

1 jun, 10:56

O Parlamento debate, esta quarta-feira, o acolhimento de refugiados ucranianos por cidadãos russos com ligações ao regime de Putin, na sequência do caso ocorrido na Câmara Municipal de Setúbal. A marcação do debate de urgência foi requerido pelo grupo parlamentar do Chega.

Nataliya Khmil, da Associação de Imigrantes de Gondomar (Amizade), explica que, desde que foi conhecida a polémica no acolhimento de refugiados em Setúbal, a quantidade de ajuda humanitária diminuiu.

País

Mais País

Patrocinados