Pena inédita: incendiário condenado a 25 anos de prisão

Catarina Fonseca
26 out, 13:51

O tribunal de Castelo Branco condenou a 25 anos de prisão um homem acusado de 16 crimes de incêndio florestal, um dos quais agravado, ocorridos entre 2017 e 2020 na região Centro. 

Esta é uma pena inédita para este tipo de crimes em Portugal, decretada esta quinta-feira. 

País

Mais País

Patrocinados