Itália
97'
2 - 1
Albânia

Pelo menos 1.153 pessoas foram executadas no ano passado, o número mais elevado desde 2015

29 mai, 01:00

O relatório da Amnistia Internacional não conta com a China porque não há estatísticas fidedignas, mas calcula que sejam milhares os executados pelo regime de Pequim.
O responsável pelo aumento no ano passado é o Irão, que executa pessoas por processos ligados a droga e por participarem em protestos.

Mundo

Mais Mundo

Mais Vistos

Patrocinados