Pedro Nuno Santos "foi um amador, teve excesso de confiança e achou que não precisava de mais ninguém": a análise de Pedro Santos Guerreiro

30 jun, 17:33

Numa análise à declaração de Pedro Nuno Santos após a "humilhação" desta manhã, com a revogação do despacho pelo primeiro-ministro, Pedro Santos Guerreiro afirma que o que ficou de toda esta situação foi "um imenso amadorismo" da parte do ministro das Infraestruturas.

Comentadores

Mais Comentadores

Patrocinados