Pedro Nuno Santos admite travar aumentos nos novos contratos de arrendamento. Proprietários criticam: "o Estado não tem de se intrometer"

8 nov, 14:20

O Governo está a avaliar o alargamento na intervenção no mercado de arrendamento em Portugal. 

O limite de 2% para a atualização dos contratos em vigor poderá ser alargado também para os novos contratos. Esta é uma medida fortemente criticada pela Associação Nacional dos Proprietários. 

A ideia do Executivo é evitar que os senhorios fintem a lei. 

Imobiliário

Mais Imobiliário

Mais Vistos

Patrocinados