Pedro Costa ia examinar uma criança doente quando a mãe exigiu um médico branco

10 dez 2021, 14:48

Médico há 14 anos, Pedro Costa foi confrontado com uma situação direta de preconceito e racismo quando estava a trabalhar na urgência pediátrica do Hospital Beatriz Ângelo, em Loures.

Ia tratar de uma criança com febre, mas a mãe insultou-o e exigiu que a filha fosse vista por um médico branco.

Pedro Costa levou o caso a tribunal e a mãe acabou por ser condenada a pagar uma indemnização de 1500 euros e uma multa de 1300 euros.

Esta reportagem faz parte de uma série da CNN Portugal, com relatos na primeira pessoa, sobre o racismo. Um trabalho de Conceição Queiroz.

Da mesma série, veja também a reportagem Daniela ficou sem trabalho depois de denunciar comentários racistas de colega

País

Mais País

Patrocinados