Paulo Rangel: "Um passo muito grave, com intuito de aumentar a tensão"

21 fev, 20:32

Paulo Rangel comentou esta segunda-feira as mais recentes notícias sobre a Ucrânia: o presidente russo, Vladimir Putin reconheceu como independentes territórios separatistas ucranianos.

"Um passo muito grave, com intuito de aumentar a tensão", adiantou Paulo Rangel, explicando que as posições de Putin mostram que não está disposto a reduzir a tensão.

O comentador da CNN Portugal afirmou ainda ser essencial que a União Europeia venha a desenvolver sanções. 

"A partir do momento em que ele dá este passo, é preciso alguma firmeza por parte da UE e da NATO tem de ser assumida. De outra forma estamos perante um galgar das margens", continuou.

Europa

Mais Europa

Patrocinados