“Para que o fascismo seja devolvido ao esgoto da História”. Na hora da candidatura, Lula da Silva não poupou nos recados para Bolsonaro

7 mai, 21:19

Lula da Silva, antigo presidente brasileiro que esteve envolvido no escândalo Lava Jato, vai voltar a concorrer pela liderança do país. Na oficialização da candidatura, teceu rasgadas críticas à governação de Jair Bolsonaro. No evento, em São Paulo, Lula conseguiu reunir todas as forças progressistas, naquilo que diz ser um esforço “para que o fascismo seja devolvido ao esgoto da História”.

Brasil

Mais Brasil

Patrocinados