Papa admite que tem de abrandar o ritmo

30 jul, 13:43

O Papa admite que vai ter de abrandar o ritmo devido aos problemas de saúde para não ter de abdicar das suas funções. Em declarações feitas no avião, prestes a regressar do Canadá, o líder da Igreja Católica disse, no entanto, que a ideia de abandonar o cargo não é uma "catástrofe".

Mundo

Mais Mundo

Patrocinados