Os contratos suspeitos do adjunto de António Costa

8 nov, 20:09

Há outros contratos suspeitos assinados pelo secretário de Estado Miguel Alves enquanto era presidente da Câmara Municipal de Caminha. A TVI/CNN Portugal teve acesso a dois contratos de prestação de serviços de comunicação pelos quais a autarquia pagou mais de 70 mil euros – e isto apesar de existir um gabinete de imprensa na câmara, que se manteve em funções até hoje. Miguel Alves é dos membros do Governo mais próximos de António Costa. É arguido em dois processos

Governo

Mais Governo

Patrocinados