Ordem dos Médicos e IGAS investigam “mortes e mutilações” denunciadas no Amadora-Sintra

Jornalista TVI e TVI24
13 jan, 15:00

De acordo com a denúncia a que o semanário Expresso teve acesso, 22 pessoas terão morrido ou ficado mutiladas depois de terem sido submetidas a cirurgias no Amadora-Sintra. A diretora-clínica do hospital garantiu que o caso já está a ser investigado internamente, mas também a Ordem dos Médicos e o IGAS estão a averiguar o caso.

Saúde

Mais Saúde

Mais Vistos

Patrocinados