ONU considera que condenações de ativistas em Myanmar querem amedrontar a população

Correspondente em Tóquio
25 jul, 07:04

Ativistas condenados em janeiro, sem direito em defesa, foram executados pela Junta Militar de Myanmar, naquela que foi a primeira aplicação da pena de morte em mais de três décadas. A decisão das autoridades já suscitou um protesto internacional

Ásia

Mais Ásia

Patrocinados