O último discurso de Jerónimo de Sousa como secretário-geral do PCP

12 nov, 21:35

No último adeus como secretário geral do PCP, Jerónimo de Sousa  acusou o Partido Socialista de traição , chantagem e de estar cada vez mais inclinado para a direita.

Emocionado, o ainda líder comunista foi aplaudido de pé, durante vários minutos, no final de um discurso de 45 minutos.

Partidos

Mais Partidos

Patrocinados