"O incêndio só ocorre se uma mão humana, voluntariamente ou por distração, o tiver provocado". António Costa verifica operações e meios de combate em Coimbra, Lousã e Viseu

11 jul, 11:03

António Costa cancelou a visita que tinha prevista a Moçambique devido aos incêndios em Portugal e anunciou que, em vez disso, fará visitas esta segunda-feira a Coimbra, Lousã e Viseu.

De acordo com o gabinete do primeiro-ministro, Costa quer verificar no terreno as operações de combate às chamas. 

A visita teve início no comando da Unidade de Emergência de Proteção de Socorro da GNR, em Coimbra. Ainda esta manhã irá ao centro de meios aéreos da Lousã e estará com as equipas de sapadores do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas, em Aigra Velha. À tarde, o primeiro-ministro visita a companhia de ataque estendido da Unidade de Emergência de Proteção de Socorro de Viseu. Terá ao seu lado o ministro da Administração Interna, José Luís Cordeiro, e o ministro do Ambiente e da Ação Climática, Duarte Cordeiro.

O Governo declarou estado de contingência, entre segunda e sexta-feira, devido ao risco elevado de incêndio rural, permitindo à Proteção Civil mobilizar todos os meios necessários para combater os incêndios. 

Meteorologia

Mais Meteorologia

Patrocinados