"Não pode haver polícias de segunda e polícias de primeira". Sindicato lamenta falta de abertura do Governo para aceitar propostas

24 mai, 12:21

"A vida de um profissional da Segurança Pública ou da Guarda Nacional Republicana não pode valer menos do que a vida de um profissional da Polícia Judiciária", defende o presidente do Sindicato Nacional da Polícia a propósito do suplemento de missão. 

No Novo Dia da CNN Portugal, Armando Ferreira lamenta ainda que na reunião desta quinta-feira não tenha havido qualquer abertura por parte do Governo às propostas dos sindicatos.

Governo

Mais Governo

Mais Vistos

Patrocinados