“Não há por onde sair”: jovem de 22 anos enviou mensagens às irmãs momentos antes de morrer às mãos do Hamas

21 out, 16:00

Amit Man, uma médica socorrista de 22 anos, foi uma das vítimas mortais do ataque terrorista ao kibbuttz Be’eri.

A jovem quis ir ajudar a comunidade assim que soaram as sirenes de alarme e acabou por morrer às mãos do Hamas. As duas irmãs acompanharam por telefone as suas últimas horas.

A reportagem é do enviado especial da CNN Internacional Anderson Cooper.

Médio Oriente

Mais Médio Oriente

Mais Vistos

Patrocinados