"Não há nenhum questionário que consiga tocar na questão mais importante, que é a do bom senso". Classe política corre o risco de não ser "levada a sério"

13 jan, 19:02

Anselmo Crespo afirma que o questionário de escrutínio de governantes anunciado esta quinta-feira "é uma forma de António Costa tentar fechar um capítulo que não conseguiu fechar de outra forma". 

"Se a ética republicana e a confiança das pessoas já era pouca, não é o questionário que vai resolver", opina o comentador da CNN Portugal, garantindo não perceber "para que serve o questionário senão para tentar enganar as pessoas". 

Anselmo Crespo chama ainda a atenção para o papel do avaliador, que é tão importante como as respostas: "o questionário é fácil de responder, é pôr cruzinhas, mas quem é que avalia a ética?"

Comentadores

Mais Comentadores

Patrocinados