“Não é ciência atómica desenhar um mapa de urgências”

3 set, 22:24

Fernando Leal da Costa critica a comissão CE-UrgMET criada ainda sob ordens de Marta Temido para resolver os problemas existentes nas urgências de ginecologia e obstetrícia em Portugal.

“Tem havido uma tendência nos últimos anos de resolver os problemas com uma comissão”, começa por dizer em entrevista à CNN Portugal. “Parece um pouco estranho, há um conjunto de matérias que deveriam ser tratadas como rotinas da governação”, continua.

O antigo ministro da Saúde diz que era possível prevenir a situação que alguns hospitais vivem hoje em dia e que havia já material e planos feitos. “Não é ciência atómica desenhar um mapa de urgências para respostas maternas e infantis”, atira, revelando que o próprio fez mapa de urgências, “foi um dos últimos diplomas que assinei antes de sair do governo em 2012”.

País

Mais País

Patrocinados