Ministro da Educação diz que greve dos professores é "atípica, desproporcional e radical" e não descarta requisição civil

13 jan, 21:01

O governo está a ponderar a hipótese de aplicar serviços mínimos ou a requisição civil às greves dos professores, mas ainda aguarda a resposta dos pareceres jurídicos pedidos à Procuradoria Geral da República e outras entidades. 

Em conferência de imprensa, o Ministro da Educação classifica a paralisação dos professores como atípica, desproporcional e radical. 

Educação

Mais Educação

Patrocinados