Militantes do Chega cercaram sede do PS? "Estamos a falar de uma liberdade", diz Joana Amaral Dias

15 mai, 23:15

Joana Amaral Dias argumenta que o cerco dos militantes do Chega à sede do Partido Socialista tratou-se do exercício de uma liberdade e não de "um cerco" propriamente dito, como foi apresentado pelo partido.

Comentadores

Mais Comentadores

Mais Vistos

Patrocinados