Mariupol vive uma “crise humanitária”. “Mas, mesmo assim, os nossos soldados estão a defender como nunca”

17 abr, 00:03

“A situação [de Mariupol] não está a melhorar”, reconheceu Volodymyr Zelensky em entrevista a vários meios de comunicação da Ucrânia.

O presidente ucraniano diz que “todos os dias os nossos soldados estão cercados, estão juntos de pessoas feridas. Infelizmente há muitas pessoas e militares que morreram”, algo que o leva a dizer que, em Mariupol, “há uma crise humanitária, não há comida, água e medicamentos”.

No entanto, diz-se “grato” pelo esforço das suas tropas. “Mesmo assim os nossos soldados estão a defender como nunca. Estamos gratos por isso”.

O presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, diz ainda que o fornecimento de armas à Ucrânia não é rápido o suficiente. 

Europa

Mais Europa

Patrocinados