Manifesto dos 50 surge "para defesa do poder político" e para "colocar o MP sob controlo que sempre foi o que Rui Rio quis"

11 jul, 10:23

Luís Menezes Leitão acusa o Manifesto dos 50 de ser "um manifesto de políticos para defender políticos". " A palavra corrupção é usada uma vez e a morosidade duas vezes. A palavra político e políticos é usada nove vezes", diz.

O antigo bastonário da Ordem dos Advogados garante que o Manifesto dos 40 faz "um ataque cerrado ao Ministério Público" e que é "o maior absurdo" dizer que a sua ação levou à queda de duas maiorias parlamentares.

Crime e Justiça

Mais Crime e Justiça

Mais Vistos

Patrocinados