Mais de metade dos soldados da Alemanha querem cessar-fogo imediato, e "o Governo alemão tem seguido uma trajetória de cata-vento da opinião pública"

20 jan, 17:12

Os ministro da Defesa dos vários membros da NATO encontraram-se esta sexta-feira na Alemanha, na base de Ramstein, onde acordaram novos apoios de ajuda militar à Ucrânia. 

Por outro lado, o Governo alemão adiou a decisão sobre o fornecimento de tanques de combate Leopard 2 a Kiev, afirmando que vai rever as reservas e disponibilidade deste material.

O comandante João Fonseca Ribeiro analisa a hesitação da Alemanha em fornecer equipamento militar à Ucrânia e questiona: se os alemães não disponibilizam carros de combate, "que outra solução trazem para expulsar as forças russas da Ucrânia?"

Comentadores

Mais Comentadores

Mais Vistos

Patrocinados