"Luís Montenegro diz 'não é não' em relação ao Chega, não passa pela cabeça que se transforme numa coisa diferente"

19 mar, 23:40

“Eu acho que Luís Montenegro tem a estabilidade que os portugueses lhe deram”, diz o ex-deputado Diogo Feio, do CDS, acrescentando que “não é uma estabilidade que seja uma inovação da nossa democracia”. “Eu relembro que o engenheiro António Guterres governou seis anos sem maioria absoluta”, argumenta.

Convidado no CNN Prime Time, esta terça-feira, defende que o partido que estiver ao centro tem de ter a capacidade de dialogar e “tem de ter a capacidade de fazer aquilo que os portugueses o mandataram para fazer: governar”. Na sua ótica, deixar de dizer “não é não” ao Chega seria “defraudar os eleitores”.   

Decisão 24

Mais Decisão 24

Mais Vistos

Patrocinados