“Kremlin quer dar a entender que está em preparação uma grande ofensiva”

18 dez 2022, 18:02

O major-general Isidro de Morais Pereira considera que o receio da Ucrânia de uma nova ofensiva russa a norte "é fundamentado", mas não crê que seja uma "ameaça que se materialize nos próximos dias ou até nas próximas semanas", acusando o Kremlin de trabalhar a informação que passa cá para fora, de modo a dar a entender que prepara uma grande ofensiva.

“O que temos vindo a assistir é uma campanha de informação muito bem orquestrada pelo Kremlin para dar a entender quer à Ucrânia, quer ao Ocidente, de que está em preparação uma grande ofensiva a ser levada a efeito pelas forças da federação russa”, diz o especialista, frisando que essa mesma campanha quer, “fundamentalmente”, “dar a entender é que partirá, novamente, da Bielorússia em direção à capital da Ucrânia”.

Europa

Mais Europa

Patrocinados