Kiev pode conseguir "marcha-atrás dos russos" em Kharkiv se voltar a correr "o grande risco" de mover forças do Donbass

Com carreira militar iniciada em 1983 na Escola Prática de Cavalaria, o tenente-general Marco Serronha é vice-presidente da Cruz Vermelha Portuguesa, tendo especialização militar no continente africano.
12 jun, 10:43

A frente de Kharkiv pode estar a seguir uma "tendêndia para a estabilização", diz o tenente-coronel Marco Serronha. O comentador garante também que as forças russas "não têm potencial militar para se conseguirem aproximar" do centro da cidade.

Comentadores

Mais Comentadores

Patrocinados