Israel apela ao mundo que não apoie o TPI contra Netanyahu

21 mai, 22:04

O Governo da coligação de direita e extrema-direita liderado por Benjamin Netanyahu pediu esta terça-feira à comunidade internacional que não apoie a possibilidade de o Tribunal Penal Internacional emitir mandados de captura contra o primeiro-ministro e o ministro da Defesa, Yoav Gallant. Uma porta-voz de Netanyahu disse que Israel se encontra na luta do "mundo civilizado" contra "os terroristas" e que o mundo deveria seguir o posicionamento dos aliados mais próximos do Estado hebraico. Joe Biden disse que o que se passava em Gaza "não era um genocídio" e Rishi Sunnak, o líder do governo britânico, disse que a iniciativa não ajudava em nada a situação em Gaza. A União Europeia limitou-se a recordar que os Estados-membros do bloco apoiam a "reconhecida independência do TPI", embora a Alemanha e a Chéquia se tenham posicionado do lado de Israel. Já França e Irlanda saudaram a iniciativa.

Médio Oriente

Mais Médio Oriente

Mais Vistos

Patrocinados