“Inofensivo”, “não fazia parte do protesto” e “morreu baleado pela polícia”. Governo da Serra Leoa acusado de matar opositores

25 ago, 22:20

A forte contestação e os protestos contra o governo da Serra Leoa levaram o executivo a proibir os apelos à violência na internet e redes sociais. A medida foi inicialmente apoiada pelo Reino Unido e pela União Europeia, mas no país são muitas as queixas de que essa nova lei tem servido para silenciar da pior forma quem contesta o regime. Alertamos para a violência das imagens.

África

Mais África

Patrocinados