INEM garante que a agiu de forma correta depois de autarca da Guarda garantir que socorro a civil falhou

14 ago, 13:25

O presidente da Câmara da Guarda acusa o INEM de não ter socorrido um homem que teve uma paragem cardiorrespiratória por inalação de fumo e apela às autoridades para que tomem medidas. Em reação, o INEM assegura que a atuação foi a correta, em função da avaliação da situação. A família da vítima crítica a atuação das autoridades.

País

Mais País

Patrocinados