“Havia a imagem de uma pessoa difícil, um pouco inquisidora. Mas a capacidade de Bento XVI fazer a síntese entre a fé e a razão ficará para a história”

31 dez 2022, 10:56

D. Carlos Azevedo, que organizou a visita de Bento XVI a Portugal, que aconteceu em 2010, recorda o Papa emérito, que faleceu este sábado. 

“Houve uma proximidade e um acolhimento da multidão que alguns até se considera que foi uma mudança no seu pontificado o facto de ter vindo a Portugal e ter recebido esse acolhimento”, recorda, frisando que, à data, a Igreja vivia um momento de “dificuldades”.

À CNN Portugal, D. Carlos Azevedo revela que “havia uma imagem de uma pessoa difícil, de uma pessoa um pouco inquisidora, uma imagem de não amabilidade” relacionada com Bento XVI, mas destaca que, na verdade, “o trato próximo era enorme, a sua capacidade de fazer a síntese entre a fé e a razão ficará para a história”.

Mundo

Mais Mundo

Mais Vistos

Patrocinados