Guerra na Ucrânia: "Não há uma solução à vista nos próximos tempos"

26 jun, 18:18

Em simultâneo com a reunião do G7, a Rússia decidiu intensificar os ataques na Ucrânia, regressando aos bombardeamentos em Kiev. Para Manuela Niza, comentadora da CNN Portugal, esta é a forma de Vladimir Putin mostrar que a Rússia continua ativa.

Comentadores

Mais Comentadores

Patrocinados