Governo e banca foram os alvos preferidos dos hackers

29 jun, 14:48

A Presidência do Conselho de Ministros, que tutela o Centro de Gestão da Rede Informática do Governo, foi o segundo alvo preferido dos hackers no ano passado.

A equipa de resposta a incidentes de segurança informática nacional registou 41 incidentes em 2020 e 270 em 2021, o que representou uma subida de quase 560%.

No ranking de ciberataques, o governo só é ultrapassado pela banca, que subiu de 229 incidentes em 2020 para 411 no ano passado.

País

Mais País

Patrocinados