Funcionária do SEF que apoiou compra da Omni por traficantes de droga é agora investigada de corrupção

Jornalista da editoria de Sociedade
7 nov, 23:34

O Exclusivo identificou a abertura de uma associação de apoio a imigrantes por uma técnica superior do SEF com mais de 20 anos de casa, que chegou a ser presidente do Sindicato dos Trabalhadores do SEF. Manuela Niza Ribeiro já está a ser investigada pelo Ministério Público por ter apoiado a compra da empresa de aviação portuguesa Omni por dois traficantes de droga, entretanto detidos. 

Agora arrisca-se a um novo processo disciplinar por estar a acumular funções que levantam graves suspeitas de corrupção, sem ter pedido autorização à direção do SEF.

País

Mais País

Patrocinados