Forças Armadas hackeadas: "Quando há um ataque desta magnitude há que fechar tudo"

28 set, 20:09

Dias depois de terem sido descobertos dados da NATO à venda na internet, o Estado-Maior-General das Forças Armadas voltou a ser alvo de um ciberataque que está a causar problemas no funcionamento da rede interna e do serviço de e-mail. 

O especialista em cibersegurança, Nuno Mateus Coelho, explicou a importância de fechar a rede das Forças Armadas para tentar encontrar o problema e recordou o caso do hacker português Zambrius, que alertou à CNN Portugal que existiam fragilidades no sistema das Forças Armadas. 

País

Mais País

Patrocinados