Fernando Santos saiu e então? “Não é propriamente a queda do Primeiro-ministro”, Eduardo Barroso lembra que “não há cargos vitalícios”

15 dez 2022, 19:05

Eduardo Barroso reconhece que Fernando Santos conseguiu alcançar os únicos dois títulos da história da seleção nacional, todavia refere que “não há cargos vitalícios” como a grande maioria dos portugueses já experienciou e desvaloriza toda a situação: “Não é propriamente a queda do Primeiro-ministro, isto é normal”.

Comentadores

Mais Comentadores

Mais Vistos

Patrocinados