Fecho de urgências tem “impacto direto na assistência adequada”. 230 médicos já entregaram escusa de responsabilidade à Ordem

11 jun, 10:25

A correspondente médica da CNN Portugal Sofia Baptista adiantou que “230 médicos já entregaram escusa de responsabilidade à Ordem dos Médicos, o que mostra que não têm condições para trabalhar no SNS”.

A médica comentou o fecho dos serviços de obstetrícia e adiantou que “a raiz do problema que é a falta de médicos”, mas que são os pacientes quem mais sente.

“Têm-se sucedido estes casos, no mês passado não houve pediatria no Algarve. É preocupante. Fecha-se uma urgência, fecha-se uma porta necessária e isso pode ter impacto direto na assistência adequada”, disse.

País

Mais País

Patrocinados