Exclusivo. Crédito Agrícola sob suspeita de falsificação de documentos: garante que empresa fundada em 2003 assinou empréstimo em 2000

2 jan, 21:30

Manuel da Cunha foi alvo de processo de insolvência em 2012, no qual o Crédito Agrícola reclamou para si créditos no valor de 3,7 milhões de euros.

Contudo, Manuel da Cunha garante nunca ter assinado um contrato de três milhões de euros com o banco e, num deles, a data de assinatura remonta a 2000, uma incoerência, dado que a empresa que terá assinado o contrato apenas foi fundada em 2003.

A família do empresário acusa, ainda, o advogado do Crédito Agrícola de conflito de interesses.

Crime e Justiça

Mais Crime e Justiça

Patrocinados