Este foi o arsenal encontrado na casa do jovem que planeava um ataque em Lisboa

11 fev, 20:08

Uma grande parte do material apreendido pela Polícia Judiciária ao jovem que planeou um ataque à Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa integra a classificação de armas proibidas.

O arsenal podia não ser o mais sofisticado, mas era extenso e com uma intenção de provocar terror. Na casa onde vivia o jovem, nos Olivais, em Lisboa estava:

  • 1 catana 
  • 1 besta com 25 setas
  • 1 punhal e 4 facas de mato
  • 1 martelo 
  • 1 pé de cabra
  • 1 Maçarico
  • 1 botija de gás
  • Isqueiros e garrafas com gasolina

Na marquise junto ao quarto do suspeito encontraram várias armas. Além deste material, a PJ encontrou ainda um diário escrito em inglês, com o plano do ataque traçado ao pormenor. 

O estudante planeava um ataque à Faculdade de Ciência da Universidade de Lisboa (FCUL). Tinha como objetivo cometer o maior número possível de homicídios sobre colegas universitários, de forma indiscriminada, num dia em que decorriam exames de segunda fase, juntando centenas de alunos. O plano seria aplicado esta sexta-feira.

O suspeito foi entretanto detido pela Polícia Judiciária, que, através da Unidade Nacional de Contraterrorismo, seguiu as pistas do FBI e conseguiu uma identificação e morada. Esta quinta-feira, após realizar uma busca à casa do jovem, confirmou que este detinha um plano pormenorizado do ataque, "com os detalhes da ação criminal a desencadear". No quarto tinha também várias armas brancas (facas, catanas e uma besta com dardos de aço), botijas de gás, garrafas com gasolina e isqueiros. 

Vai ficar em prisão preventiva no Estabelecimento Prisional de Lisboa, sem internamento. Segundo apurou a CNN Portugal, a juíza de instrução validou a indiciação por terrorismo. Em causa está continuação de atividade criminosa e alarme social.

País

Mais País

Patrocinados