“Esta clareza do Papa ao referir a monstruosidade dos abusos retira qualquer álibi que pudesse ainda subsistir”

4 set, 22:32

O padre jesuíta José Maria Brito, diretor do Ponto SJ, portal dos Jesuítas em Portugal, considera “muito importante” o uso da palavra monstruosidade por parte do Papa Francisco quando este se refere aos abusos sexuais de menores por parte de elementos da Igreja Católica.

Em declarações à CNN Portugal, e a propósito da entrevista exclusiva do Sumo Pontífice, o padre diz que a escolha de palavras “ajuda a reforçar aquilo que já tem vindo a ser dito pelo Papa Francisco” e que diz respeito à “tolerância zero relativamente aos abusos” e à “prioridade à preocupação, ao cuidado e à atenção às vítimas dos abusos sexuais na Igreja”.

No contexto português, continua, “esta afirmação tão categórica do Papa reforça também de um modo muito claro a importância do trabalho que tem vindo a ser feito pela comissão independente da investigação dos abusos”.

“Esta clareza do Papa ao referir a monstruosidade dos abusos e o que têm de destrutivos, retira qualquer álibi que pudesse ainda subsistir de não darmos a este tema toda a importância com imensa humildade relativamente aos nossos erros do passado”, conclui o padre jesuíta José Maria Brito.

País

Mais País

Patrocinados